Artigos

Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/opticapa/public_html/components/com_k2/models/item.php on line 763
15
Mar.

O que precisa saber para prevenir o Glaucoma

Post in Artigos

Foi celebrado no dia 12 de março, o Dia Mundial do Glaucoma. Uma enfermidade que afeta cerca de 4 milhões de pessoas (em Portugal ou no Mundo???) Este dia tem como objetivo consciencializar as pessoas de que existem doenças oculares progressivas e o seu diagnóstico precoce é fulcral.


O que é o Glaucoma?

O Glaucoma é uma doença ocular genética que provoca danos no nervo ótico e perda de visão periférica, provocada pelo aumento de pressão intra-ocular (pressão dentro do globo ocular). O nervo ótico é semelhante a um cabo elétrico contendo uma quantidade enorme de fios. O glaucoma pode danificar as fibras dos nervos, fazendo assim que se desenvolvam pontos cegos. Muitas vezes, as pessoas só reparam nestas áreas cegas depois do nervo ótico já ter sofrido danos. Se todo o nervo ótico for destruído, ocorre a cegueira. É uma patologia assintomática (sem sintomas), muito grave e causa danos irreversíveis se não for tratada a tempo. Os especialistas estimam que cerca de 90% das pessoas que padecem desta doença, poderiam evitar a cegueira caso tivessem um tratamento adequado.

 


O que provoca o Glaucoma?

No interior do nosso olho, existe um líquido chamado humor aquoso, que entra e sai do olho. Imagine um lavatório com a torneira sempre aberta. Se o ralo do lavatório estiver obstruído, a água junta-se no lavatório, aumentado assim a pressão. Ou seja, se a área de drenagem (ângulos de drenagem) do olho ficar obstruída, a pressão ocular pode aumentar, lesando o nervo ótico.

Quais são os diferentes tipos de Glaucoma?
Glaucoma de ângulo aberto
Trata-se da forma mais comum de glaucoma. Ocorre com o processo de envelhecimento. O local de drenagem ou ângulo de drenagem do olho, torna-se menos eficiente com o passar do tempo e a pressão dentro do olho aumenta de maneira gradual. Se este aumento de pressão resultar numa lesão do nervo ótico, é conhecido como Glaucoma de ângulo aberto. Mais de 90% dos pacientes adultos portadores de glaucoma sofrem deste tipo de glaucoma.
Nestes casos, não existem sintomas pois a lesão aumenta de forma gradual e sem dor.

Glaucoma de ângulo fechado
Por vezes, o ângulo de drenagem do olho pode ficar completamente obstruído e a pressão do olho aumenta rapidamente, trata-se de glaucoma agudo de ângulo fechado.
Sintomas: visão desfocada, dor ocular intensa, dor de cabeça, auréolas de arco-íris ao redor de luzes, náuseas e vómitos.

Glaucoma congénito
É uma doença rara, hereditária, caraterizada pelo aumento da pressão intraocular em crianças portadoras de má formação nos olhos. Pode atingir apenas um ou os dois olhos e costuma estar associado a transtornos sistêmicos e síndromes.

Glaucoma Secundário
Resultante de doenças sistémicas ou oculares e/ou originado por medicação.

Tensão ocular alta é igual a Glaucoma?
Não. Uma pessoa poderá ter tensão ocular alta e não ter qualquer tipo de lesão no nervo ótico, nem diminuição do campo visual. Aliás, pode ocorrer glaucoma com tensão ocular normal.

Como se deteta o Glaucoma?
Exames oftalmológicos regulares, constituem a melhor forma de detetar esta doença.
Seguem alguns exames realizados:

  • Medição da pressão intra-ocular;
  • Inspeção do ângulo de drenagem dos olhos;
  • Avaliação do nervo ótico;
  • Avaliação do campo visual através de perímetro;
  • Pessoas que têm familiares com glaucoma diagnosticado, possuem um risco mais elevado de desenvolverem a doença, por isso, uma vez por ano deverão ser submetidas a um exame oftalmológico.


Quais são os grupos de risco de desenvolvimento do Glaucoma?

A tensão ocular alta não significa glaucoma. O oftalmologista reúne várias informações para poder avaliar o risco de desenvolver a doença.
Os fatores de risco são:

  • idade;
  • miopia;
  • origem africana;
  • história familiar de glaucoma;
  • lesões oculares prévias;
  • história de anemia aguda;


O oftalmologista leva em consideração todos estes fatores antes de decidir se precisa de tratamento ou de vigilância devido a suspeita de glaucoma.


   Tiago Parente
   Optometrista da Parente Óptica Médica

 


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/opticapa/public_html/templates/bt_medical/html/com_k2/default/item.php on line 283
Lido 420 vezes

Artigos